SEGURO AUTOMÓVEL: Quais os tipos de seguro automóvel existentes em Portugal em 2021?

Simulador de seguro automóvel – SEGURAMENTE.PT

O seguro automóvel é um ramo de seguro muito abrangente e que engloba a protecção a vários tipos de veículos, tais como os automóveis, ciclomotores e motociclos, camiões, tractores agrícolas, reboques e máquinas/alfaias agrícolas.

Neste artigo vamos focar-nos exclusivamente nos seguros que protegem os automóveis.

Existem 3 tipos de seguros, em função das características das coberturas e dos veículos automóvel a que se destinam.

  1. Seguro Automóvel de Responsabilidade Civil
  2. Seguro Automóvel Intermédio com Coberturas de Danos Próprios
  3. Seguro Automóvel de Danos Próprios

1. Seguro Automóvel de Responsabilidade Civil

O seguro automóvel chamado de Responsabilidade Civil é-o precisamente devido a essa cobertura, que é obrigatória por lei. Esta cobertura garante os danos materiais e corporais que o nosso veículo possa causar a terceiros, e ainda os danos corporais causados a ocupantes do nosso veículo, excepto o condutor.
Se quisermos andar na estrada com um automóvel, esta seria a cobertura necessária e suficiente para o fazermos.

Mas, normalmente, esta cobertura vem acompanhada de algumas outras, que são muito necessárias a quem se desloca e está longe de casa, a começar pela cobertura de Assistência em Viagem. Esta garante toda a assistência ao veículo e aos ocupantes, seja para reparar o veículo para prosseguir viagem, seja para o recolher e enviar para casa, seja para hospedar os ocupantes e organizar ou a continuação da viagem ou o seu regresso em segurança e sem encargos.
Em caso de avaria e chamada de reboque esta cobertura pode garantir um veículo de substituição, e que será pelos dias de reparação ou pelos dias de imobilização, consoante o que se contratou com a seguradora.

Esta cobertura anda normalmente ligada com a de Protecção Jurídica, que garante apoio jurídico a situações de litígio que decorram da utilização que fazemos do nosso automóvel. É curioso que esta cobertura funciona inclusivé para litígios com a própria seguradora.

Faltam-nos apenas duas coberturas para completarmos este tipo de seguro automóvel: a Protecção de Ocupantes e a Quebra Isolada de Vidros.

A cobertura de Protecção de Ocupantes é um seguro de acidentes pessoais que se inclui no seguro automóvel e que funciona quase que autonomamente, até porque é accionada independentemente de ter habido ou não culpa/responsabilidade.
Normalmente é constituída por uma cobertura de Morte ou Invalidez Permanente, e depois por uma cobertura de Despesas de Tratamento que tem 10% do capital da cobertita de Morte/Invalidez.

A cobertura de Quebra Isolada de Vidros acaba por ser já uma entrada no domínio da garantia de danos próprios do veículo, uma vez que garante prejuízos decorrentes de danos sofridos pelo mesmo.

simular seguro auto
Faça uma simulação na SEGURAMENTE e saiba qual o seguro automóvel mais barato

2. Seguro Automóvel Intermédio com Coberturas de Danos Próprios

Este tipo de seguro automóvel é procurado por quem quer acrescentar algumas coberturas mais ao seu seguro de Responsabilidade Civil e assim garantir que alguns danos que podem atingir o veículo ficam seguros.

As coberturas que se podem contratar dependem das seguradoras mas hão-de um ser um bloco com a combinação de 3 das 4 coberturas seguintes:
– Furto ou Roubo
– Actos de Vandalismo
– Fenómenos da Natureza
– Incêndio, Raio e Explosão

A cobertura de Furto ou Roubo nunca tem franquia mas para as outras três será necessário escolher uma franquia (valor que fica a cargo do segurado em caso de sinistro).

Neste tipo de seguro, como o carro em si fica coberto, ser-lhe-á atribuído um valor, de acordo com tabelas específicas, valor esse que será o capital seguro, e que vai reduzindo todos os anos cosoante o carro vai desvalorizando.

seguro automovel mais barato
Simulador seguro automóvel – SEGURAMENTE.PT

3. Seguro Automóvel de Danos Próprios

O seguro automóvel de danos próprios é normalmente procurado por quem tem carros novos ou até 8, no máximo 10 anos de idade. O motivo para o fazer pode ser por ser obrigatório no caso dos veículos adquiridos com crédito (seja crédito automóvel, leasing ou renting).

A cobertura principal deste tipo de seguros e a que o define principalmente é a de Choque, Colisão e Capotamento, porque é a que cobre o maior risco. É mais provável o nosso veículo ficar danificado durante a sua circulação do que ser roubado ou ter um incêndio. Por isso é a cobertura principal e mais cara.
A esta cobertura juntam-se as quatro que mencionámos acima e ficamos com o grupo completo no que a coberturas de danos próprios diz respeito:

– Choque, Colisão e Capotamento
– Incêndio, Raio e Explosão
– Furto ou Roubo
– Actos de Vandalismo
– Fenómenos da Natureza


Se bem que num seguro de danos próprios normal é possível termos só as coberturas de Choque, Colisão e Capotamento, Incêndio, Raio e Explosão e Furto ou Roubo, numa veículo adquirido com recurso a operação de crédito as coberturas complementares Actos de Vandalismo e Fenómenos da Natureza serão impostas pela entidade credora, bem como a cobertura de Responsabilidade Civil terá que ter o seu capital máximo, que é de 50 milhões.

Outras coberturas disponíveis no mercado português e que podem ser importantes de contratar:

  1. Serviço de Reboque (garante os danos provocados por reboque instalado no veículo seguro)
  2. Responsabilidade Civil de Carga (garante os danos causados por carga transportada, por exemplo bicicletas, pranchas).
  3. Renúncia ao Direito de Regresso (se o segurado tiver responsabilidade num acidente, a seguradora vai indemnizar o(s) terceiro(s) e depois exigir ao segurado o valor indemnizado, isto acontece por exemplo nos casos de sinistros por alcóol, erro grosseiro, veículo sem inspecção, etc)
  4. Valor de veículo garantido por x anos (nos seguros de danos próprios os veículos desvalorizam todos os anos, é possível que durante os primeiros 3 ou 3 anos o veículo não desvalorize e assim proteger todo o pago pelo veículo até então – aplica-se sobretudo nas operações de crédito).
  5. Seguros para veículos clássicos: seguro automóvel disponível para veículos com normalmente mais de 25 anos e classificados como clássicos pelas publicações do género.
    O veículo só pode circular para eventos especiais, para reparações e inspecções.

Aproveite para usar o simulador de seguro automóvel da SEGURAMENTE e beneficie de todas as dicas que os nossos consultores têm para lhe dar.

Artigos mais recentes:

Please follow and like us: